Aniversário de namoro

Daisypath Anniversary tickers

Aniversário de Casamento

Daisypath Anniversary tickers

Maria Luiza

Lilypie Fourth Birthday tickers

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Dança do Ventre



Eu particulamente adoro essa dança e sua cultura quaneu era mais nova até tentei entrar numa academia para começar a aprender só que não consegui continuar. Meu sonho é aprender, e ultimamente estou tão ruim, que não consigo fazer nenhum passo que fazia antigamente.
Agora que vou casar me deu aquela vontade louca de aprender a dançar para encantar meu futuro esposo.

A dança oriental é uma arte milenar em sintonia com a mais genuína essência do feminino. São conhecidos seus benefícios não só físicos como também mentais, relacionando-
se a um significativo aumento da auto-estima.

Toda mulher, principalmente a noiva, que está passando por um período estressante pré-casamento, quer se sentir feminina, concentrada, com a auto-estima alta, equilibrada emocionalmente e com o corpo modelado e bonito.

A dança do ventre é um exercício físico benéfico à saúde, melhora a postura, afina a cintura, fortalece glúteos, pernas, braços e busto, queima 300 calorias por hora e melhora a coordenação motora.


Com tantas vantagens, é natural que o número de noivas que se interessam em aprender a dança do ventre para apresentar na noite de núpcias ao futuro marido tem aumentado a cada ano.

"Para as noivas que desejam fazer esta surpresa ao seu noivo, com toda certeza irão surpreender o amado. Mesmo nunca tendo dançado antes, é possível conseguir aprender uma coreografia simples com véu em oito horas/aulas particulares. Fazendo aula em turma, o tempo é de aproximadamente três meses", explicou a dançarina e professora de dança do ventre, Rosi Cruz.

O traje típico da dança do ventre, segundo a coreógrafa, é saia godê, cinturão bordado e sutiã bordado, sem calçados. A escolha da cor será de acordo com o gosto da dançarina, lembrando que cada cor possui um significado. "O vermelho demonstra sensualidade, o preto significa mistério, o azul transmite tranqüilidade e o branco exala paz", revelou a professora.


Estilos e danças típicas da dança do ventre:

Dança Tradicional

Dança sem uso de acessórios, onde demonstra-se a criatividade e habilidade com movimentos corporais.

Véu

A dançarina utiliza o véu como se ele fosse a extensão do seu corpo, transmitindo suavidade e harmonia.

Véu Duplo

A dançarina utiliza dois véus para a dança, exigindo mais habilidade.

Bastão ou bengala

Dançada no ritmo saidi, utilizando bengala ou bastão. É uma dança folclórica e muito alegre.

Khaleege

A dançarina usa um belo vestido bordado. O Khaleege é dançado com o cabelo e marcações de movimentos com o vestido e as mãos.

Taças

Dança de origem egípcia, onde se apresenta ao som de músicas suaves ou modernas. Dentro das taças coloca-se uma vela acesa.

Candelabro

Também é uma dança egípcia. Coloca-se várias velas acesas no candelabro. A dançarina equilibra ele na cabeça enquanto dança. É muito utilizada em cerimônias como casamento e batizados, representando iluminação do caminho.

Snuj

Os snujs são instrumentos de percussão formados por quatro discos metálicos de cobre ou bronze. A dançarina utiliza os snujs nas mãos tocando-os no mesmo ritmo da música que está ouvindo. Geralmente são músicas alegres, mas também utiliza-se melodias mais suaves.

Pandeiro

Instrumento também de percussão. Dança-se com ele em uma das mãos, fazendo marcações em tempos musicais.

Solos de Derbake

A dançarina não utiliza acessórios. Ela dança ao ritmo de um solo de percussão, normalmente pelo instrumento chamado derbake.

Espada

A dançarina equilibra a espada em vários pontos do corpo e ao mesmo tempo faz rodopios e movimentos.

Punhal

Dança em que utiliza-se um punhal. Pode ser ao som de melodias lentas ou alegres.

Serpente

A dançarina fica acompanhada de uma linda serpente, que fica em seu corpo. São utilizadas melodias lentas e suaves, lembrando o antigo Egito.

Dabke

Dança folclórica que a dançarina faz movimentos marcados com os pés, utilizando passos especiais, normalmente ela dança em grandes circulos com homens e mulheres.

Flores

Dança que utiliza-se uma cesta de flores que é ofertada ao público. Normalmente é a primeira dança de um espetáculo, pois, entregar flores simboliza boas-vindas.

Dança do jarro

Utiliza-se um jarro de barro. A dança representa as beduínas do deserto saindo de suas tendas para buscar água no rio.


Leia também: http://planetin.blogspot.com/2009/05/danca-do-ventre-aprenda-como-dancar.html


Rosi Cruz
(17) 9614-1090
www.rosicruz.com


Músico Mario Kirlis
Músicas árabes gratuitas para download
www.mariokirlis.com


E aí meninas, gostaram? Vamos lá animem-se.

5 comentários:

Nanda e Dani disse...

Amo dança, já fiz jazz, baile, mas, nunca tentei dança do ventre parece interessante, quem sabe um dia... rsrs

bjs

Nanda e Dani disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Maura e Gui disse...

Eu gosto, mas tenho vergonha... hehehe
Bjos

• déia musso • disse...

Oi linda...perdoa a passada rápida,
vim mesmo agradecer o carinho do seu comentário.
bzos nossos....

Mamãe Deínha e Nenê ♥

Marcelly disse...

Então flor, eu pratico dança do ventre há 1 ano e meio e adorooooooooooo !
E qualquer um pode dançar, não importa seu peso, sua idade, nadaaaaaaaaa !
Só trás benefícios para o corpo, rs !
Bjks !

Total de visualizações de página

Followers